domingo, 4 de agosto de 2013

Aviso ao governador!

Duas passageiras embarcam no táxi. Duas senhoras dos seus sessenta anos, classe média, cabelos bem pintados, echarpes e óculos de sol. A conversa entre elas é animada. Vou baixando o volume do rádio até que o desligo de vez. Sou todo ouvidos.

Começou com a mais magra das duas, cabelo escorrido de Mortícia Addams, reclamando de uma faixa de segurança que pintaram na esquina da sua casa. Segundo ela, a marcação no asfalto lhe retirou uma preciosa vaga de estacionamento! Morando em um prédio sem garagem, suas duas filhas, que tem um carro cada uma, ficaram ser ter onde deixar os veículos: “Absurdo, quem precisa de faixa de segurança!”.

Como a outra passageira, mais gordinha, cabelos tingidos em tom de abóbora, não parecia interessada na conversa das faixas de segurança, Mortícia resolveu puxar outro assunto. O protesto dos jovens que ficaram nus na Câmara de Vereadores. Uma barbaridade, tremenda falta de decência. Foi quando a outra resolveu abrir a boca.

A falsa ruiva tinha uma voz esganiçada, aguda. Qual onça cutucada com vara curta, ela começou a dar um discurso dentro do táxi. Segundo ela, aqueles garotos pelados é que estavam certos. Nus, mas cobertos de razão. Tinham conseguido ser manchete no mundo todo. Chamaram a atenção para a sua causa. Eram um exemplo a ser seguido!

- Quem se importa quando nós, professoras, vamos pra frente do Palácio com nossas sinetas e cartazes bem comportados? Ninguém sequer nos nota! - argumentou.

Como quem vai se convencendo à medida que ouve suas próprias palavras, a respeitável senhora disse que será a primeira a tirar a roupa no próximo protesto do magistério. A outra, em tom de deboche, comentou sobre as baixas temperaturas desse inverno. Sugeriu que a amiga iria arrumar um resfriado, isso sim.

Portanto, fica o alerta, senhor governador. Se no próximo protesto do magistério uma gordinha cabelo de abóbora sair correndo pelada em sua direção, não diga que não avisei.

4 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Maravilha de crônica.

Ricardo e do mundo Blauth disse...

No frio de Nova Petropolis
tento imaginar pelados
tiritando.......

gostaria porem
de ver nua
a preocupada com a vaga
pois tenho vaga certeza
que na sua vazia cabeçona
que o carrão da filha
caberia lá

Anônimo disse...

Tipos de taxista e como lidar com eles - http://papodehomem.com.br/tipos-de-taxista-e-como-lidar-com-eles/

Maykon disse...

Bom ver alguém envelhecendo e reciclando suas ideias, como a velhinha de cabelo abóbora. Elas são um alento num mundo repleto de pessoas da pior espécie - como a primeira senhora, revoltada com a faixa de pedestre.
Abraço!