domingo, 7 de outubro de 2012

Confusão no posto de combustível

Abasteço o táxi duas vezes por dia. Sempre com GNV. Uma vez que outra, porém, preciso colocar um pouco de gasolina, pois o carro usa este combustível para dar a partida. Encostei na bomba e pedi a uma jovem frentista que colocasse R$50 de gasolina comum.

Depois de acionar a abertura do tanque, fiquei ao volante conferindo a féria. Quando desci, notei que a mangueira que estava abastecendo o carro era a da gasolina aditivada. Reclamei.

- Eu pedi gasolina comum!

Não foi um erro grave. A diferença em dinheiro era pequena, nada que me deixaria mais pobre. Depois de pedir que a menina tivesse mais atenção no trabalho, paguei a conta e fui tratar da vida. A coisa ficou preta quando, dias depois, parei na mesma bomba e a mesma menina cometeu o mesmo erro. Como assim?

Reparando melhor na bomba, notei que ela não era igual às outras e que a diferença entre “aditivada” e “comum” era pouco clara, apesar da variação grande de preço. Desconfiei que havia uma sacanagem ali. Mandei chamar o gerente.

O homem que veio tratar do caso era o dono do estabelecimento. Parecia preocupado, mas sua explicação pareceu convincente. O posto estava trocando de bandeira (por isso a diferença no visual da bomba), a frentista era novata, vivia atrapalhando-se com as mangueiras, bla, bla, bla...

Além da explicação e dos pedidos de desculpas, o homem achou que eu precisava ser ressarcido do meu prejuízo. Enquanto eu embarcava no táxi, ele chamou a menina frentista, passou a ela um bilhete de loteria instantânea (raspadinha) e pediu que me entregasse, reiterando seus pedidos de desculpas.

Fiquei com pena da menina. Aceitei suas desculpas e pedi que ficasse com a raspadinha, para compensar a provável espinafrada que levaria do seu chefe.

Passei no mesmo posto esta semana. Perguntei pela menina a um outro frentista. Ele informou que ela pediu demissão do emprego assim que descobriu ter ganho uma casa em uma raspadinha!

9 comentários:

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze disse...

Cá entre nós, maldita hora que a Cosan inventou de tirar a marca Esso de operação nos postos brasileiros em favor da Shell.

Inaie disse...

hahahaha... numa raspadinha ganha de um cliente do posto?

Eduardo P.L disse...

Te4m gente com sorte, e pouca atenção!

Anônimo disse...

gostei essa foi boa

Anônimo disse...

gostei essa foi boa

Ricardo garopaba Blauth disse...

Outro que como eu só ganha coisas TRABALHANDO.........

ricardo garopaba

Dona Sra. Urtigão disse...

É sério ? Ou poesia ?

Ligéia disse...

Acho que até o dono do posto está passado até agora, e de você não vou nem dizer nada... rsrsrsrs


Ótima! rsss

Anônimo disse...

A famosa conversa de taxista!