domingo, 1 de janeiro de 2012

Ela só pensa naquilo


Fazia muito tempo que eu não levava uma cantada no táxi. Com o passar dos anos, o avanço da calvície, o branquear dos cabelos que restaram, enfim, as mulheres já não me olham como antes. A postura profissional também ajuda a manter a distância. Não costumo misturar as coisas. Seja como for, a cantada me surpreendeu.
     Parei o táxi com a porta traseira exatamente onde a passageira estava parada, mas ela pediu que eu voltasse o carro, para que embarcasse na frente, ao meu lado. Ela não queria estragar as unhas, pediu que eu abrisse a porta, a ajudasse com o cinto de segurança. Tive quase que abraçá-la para pegar a fivela. Vamos lá.
     A passageira contou que detestava Porto Alegre. A cidade grande, a correria, os homens afrescalhados - foi nesse ponto que a conversa começou a ficar estranha. Enquanto reclamava dos homens que não olhavam mais para ela, pousou sutilmente a mão em minha perna. A princípio achei que fosse um gesto carinhoso. Deixa estar.
     Minha cliente contou que havia "matado" dois maridos. O primeiro teria morrido com apenas 5 meses de casamento. O segundo, teria durado 2 anos. Desde então, não teria mais arrumado um homem que prestasse. Queixou-se que, de uns anos para cá, ninguém mais queria saber dela. Nesse ponto, dei um jeito de tirar sua mão da minha perna.
     Com os olhos de malícia ampliados pelos óculos de lentes enormes, ela perguntou se eu era casado, se eu traía minha mulher, esse tipo de coisa - sempre pontuando a conversa com variados tipos de palavrões. Dei um jeito de satisfazer a curiosidade de minha passageira com o mínimo de intimidade. Ela ficou desapontada quando recusei-me a fornecer meu número de celular.
     No final da corrida, qual uma Dercy Gonçalves dos pampas, ela pediu que eu alcançasse sua bengala, que, segundo ela, era a única coisa dura que pegava havia muitos anos (!). Fiquei impressionado quando ela me revelou sua idade: 93 anos. Se tivesse perguntado, eu lhe daria, no máximo, uns 92.

9 comentários:

Amanur disse...

iuahaiuhauiahiuahai puta merda! ri demais!!! é cada uma que aparece!!!!

Luciane Vasconcellos disse...

hahahahahaha!!!! Mas ainda tem gente que não acredita que essas coisas acontecem com a gente... ohhh Dercy!!

Letras Saltitando disse...

Bah.... INACREDITÁVEL, hahahhaha!!

Feliz 2012!

Teacher Marilisa disse...

Neste caso, não teria como a Gigi ficar com ciúmes!Hehehehehehehe

Thai Nascimento disse...

hahaha, óia a velhinha safada, rapaz!
quero chegar com a mesma disposição - e um pouco mais de sorte - à casa dos noventa.

Texto divertidíssimo, como sempre. Sentia falta e nem sabia...

Bah disse...

Auhauhauaua muito bom... quase um conto erótico! auahuahua

Kisu!

Eduardo P.L disse...

Bom texto! Muito erótico!!!!

Clarice disse...

Salve o ano novo!
Será que vou pagar mico se achar que já vi essa história antes?
Nas tuas palavras sempre bom de ler e reler.
Atualizando: o túnel em Paulo Lopes parece que fica "usável" em fevereiro. Sim, deste ano.
Abraços.

Débora Oliveira disse...

Hahahaha! Aproveito aqui pra comentar o link que recomendou pra mim lá no blog a respeito de Clarice. Ri muuuuito!
Feliz 2012 amigo!
Um abraço!