domingo, 10 de abril de 2011

Caminhão quebrado em Canoas

O trânsito de Porto Alegre estava um inferno. Sob um sol inclemente, motoristas disputavam cada centímetro de avenida com para-choques nervosos e buzinas histéricas. Sirenes, xingamentos, gestos obscenos. Depois de uma longa semana de serviço, o taxista Cristiano enfrentava o fim de tarde de sexta-feira com a paciência no limite.
Dentro do táxi o clima era ainda pior. No banco de trás, um casal discutia o relacionamento. Um bate-boca de baixíssimo nível, com o marido a ponto de partir para as vias de fato. Ao lado do taxista, o filho do casal mexia no rádio do táxi, trocando de estações e aumentando o volume, para desespero de Cristiano. Foi nesse clima tumultuado que o telefone do taxista tocou.
A ligação estava péssima. Cristiano mal conseguiu identificar a voz do seu amigo, um ex-taxista, antigo companheiro de ponto, que havia trocado o táxi por um caminhão e agora trabalhava com transporte de carga. Em meio à confusão dos passageiros, o taxista conseguiu entender que o amigo falava alguma coisa sobre estar com o caminhão quebrado em Canoas, sobre ter ficado a pé por causa do para-brisa ou coisa parecida. Como não conseguia entender nada, desligou e tratou de terminar aquela maldita corrida.
Pensando com seus botões, Cristiano lembrou ter aconselhado o colega a não vender o táxi, que caminhão era arriscado, estressante, perigoso. Agora, o amigo parecia estar metido em apuros e ele teria que ir até o município de Canoas ajudá-lo. Pelo menos, não estava muito longe. Assim que largou os passageiros, o taxista telefonou para o amigo. Desta vez, a ligação estava ótima e tudo ficou claro.
Na verdade, o que o amigo queria contar é que estava com o caminhão no Ceará, na praia de Canoa Quebrada, com o pé na água, curtindo a brisa do mar!
Encerrada a ligação, Cristiano estava feliz pelo amigo, mas Porto Alegre pareceu-lhe mais sufocante do que nunca. Deu o dia por encerrado e tratou de ir molhar a goela no boteco mais próximo.

6 comentários:

Eliana disse...

Imagina se esse pobre coitado mete o pé pra cidade de Canoas sem antes ligar pro amigo?!?!

Hahahaha aí sim ele teria motivos pra ficar muito p*!

Abraços!

Eduardo P.L disse...

Dei boas risadas! Bom Domingo!

Fátima Rama disse...

Que boa resolução, pensei que ia acabar em tragédia!!! bjsss

Clarice disse...

Se o cara resolve saber o que o amigo estava fazendo numa canoa em "Seara", aí é que seriam elas!
Muito bom!
Boa semana e de céu azuuuuuuulllll!
Tomara que uma ave de rapina dê jeito no Colorado, amigo. Se eu soubesse que vocês precisavam de uma ave dessas teria mandado logo um açor das redondezas.
Abraço.

Clarice disse...

O bolo já foi encomendado?

carolineprado disse...

Muito bom! Seu blog foi sugerido por um amigo e achei sensacional! Parabéns!!!