domingo, 8 de agosto de 2010

Desculpas para não usar o cinto

Depois de tantos anos de vigência da lei, muitos passageiros ainda resistem em colocar o cinto de segurança. Tendo em vista que é o taxista que paga a eventual multa, precisamos insistir para que todos usem o equipamento. É ai que surgem as mais variadas e estapafúrdias desculpas para não puxar o bendito cinto. Ao longo dos anos, colecionei algumas. Coisas do tipo:
- Eu confio no senhor, sei que é excelente motorista e não vai bater o táxi.
- Não tem perigo, se eu sentir que o senhor vai bater, eu me seguro aqui no painel.
- Mas minha mãe está tão velhinha para colocar cinto de segurança...
- Eu não coloco porque em caso de assalto eu estou amarrado e não posso fugir.
- Estou com bursite, não consigo pegar o cinto.
- Em caso de colisão o cinto vai provocar uma assadura no meu peito.
- Ah, moço, tenha paciência: eu acabei de pintar as unhas.
- Sou muito gordo: o cinto não alcança.
- O cinto vai amarrotar a minha roupa.
- Detesto esse negócio roçando no meu pescoço!
- Se o táxi cair na água eu morro afogado antes de soltar o cinto.
- Tenho medo que danifique minha prótese de silicone.
- Eu uso marca-passo, pode desligar (?).
- Fiz depilação recentemente, meu peito está sensível.
- Eu vou segurando assim, só para enganar o azulzinho.
- Eu vou logo ali, nem precisa cinto.
- Me sinto ansiada, me dá falta de ar.
Isso sem contar os que enrolam o cinto no pescoço, passam por baixo dos braços, cruzam pelas costas, dão nó, enrolam nas bolsas, engatam nos óculos, prendem nos brincos...um horror. Dia desses, uma senhora sentou no banco de trás feliz da vida, pegou o cinto DA FRENTE, puxou até lá e afivelou!
Se isso tudo acontece com um simples cinto de segurança, imaginem então se resolvem que os táxis também precisam oferecer as tais cadeirinhas de retenção para crianças. Acho que eu largo a profissão.

21 comentários:

Leika Horii disse...

É feio, mas, eu admito... sempre esqueço dos cintos quando eu me sento no banco de atrás (não só de taxi); como se lá não existissem cintos. =p

Luciana disse...

KKKKKKKK
Pessoal criativo esse seus passageiros não?rsrs

Obrigada pelo comentário lá em casa.Quanto a música,no cantinho direito tem o lugar onde você clica e ela para de tocar.Depois dê uma olhadinha.
Xeru

Anunciação disse...

Por incrivel que pareça eu sou aquela senhorinha que olha pra cara do motorista(e com tem desses aqui)e depois pergunto:o senhor não vai colocar o cinto?e aí vêm as desculpas;depois de ouvi-las eu digo:mesmo assim coloque por vários motivos que posso enumerar se o senhor quiser mas primeiramente é que a lei manda;sem contar que faço questão absoluta de estar segura o que não acontece com o senhor sem cinto.

Pérola disse...

Muito bom kkkkkkkkkkkkkkkkk.
Gostei muito.
Obrigado pelo carinho da sua visita.
Volte sempre.
Adorei seu blog.
Beijokas.

**** disse...

AHAHAHAHA... As desculpas são criativas, temos de concordar. Desligar o marcapasso?! É a melhor.
Abraços!

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze disse...

essa história de desligar marcapasso é bizarra... a propósito: ja viu alguns daqueles carros importados de especificação americana com cinto "automático" fixado em 2 pontos na porta dianteira e engatado do lado do banco? aqueles lá não tem desculpa para não usar, e para os que tem medo de ficarem presos tem até 2 pontos para desengatar o cinto, o habitual do lado do banco e outro por cima até mais à mão para em caso de um acidente qualquer um que quebrar o vidro para remover a vítima ja possa logo soltar o cinto...

Patricia Daltro disse...

Assumo minha culpa, quase nunca coloco o cinto. Mas adorei a forma que vc achou de falar do assunto, muito bem humorada. rs

Pisa no Chiclé disse...

OI Mauro!
és bem-vindo!!!

gostei do texto, mas eu sempre uso o cinto!

Deni disse...

Olá, Mauro!

Concordo que há o problema do cinto por parte dos passageiros...

Porém, creio que seja pior ainda quando as desculpas vêm do taxista:

-Ah... o cinto de trás está pra baixo do banco porque os passageiros anteriores colocaram...
- O colega anterior deitou no banco e deixou o cinto preso atrás do banco...
- Ah... não precisa usar cinto atrás, eu dirijo bem!
- O caminho é pequeno, não precisa usar o cinto aí atrás!
- Essa hora não tem azulzinho, não precisa usar cinto...
- Etc.

Afinal de contas, o taxista é um profissional, e tem que cuidar bem de suas ferramentas de trabalho, neste caso o táxi e seus componentes.
Ainda quando a gente pega um táxi no meio do caminho, pode ser que o taxista não tenha tido tempo mesmo de arrumar o cinto de trás, mas e quando pega o táxi no ponto e o problema está lá?

Será que você poderia escrever um texto sobre isso para ajudar a conscientizar alguns colegas de profissão?

Ainda bem que a maioria dos taxistas são competentes e zelosos, os quais merecem ser lembrados, pois prestam serviços de grande importância para todos nós!

Abraços!

Sylvio de Alencar. disse...

" Dia desses, uma senhora sentou no banco de trás feliz da vida, pegou o cinto DA FRENTE, puxou até lá e afivelou!"

Ó Senhor!!!!!!
Rsrsrsrs!!!!!!

Rimos, mas que é trágico, é!
INÚMEROS, a estatística nos diz que são os acidentes a menos de 1 Km do ponto de partida.

Dureza ser responsável pelo bem estar dos outros, que não estão nem aí com o deles...

Abrçs, Maurão!!

Ulisses Adirt disse...

Teve alguma desculpa q vc aceitou, Mauro?

Luci disse...

puxar o cinto da frente?! uau!
vida dura, heim?!
Mauro prazer receber sua visita!
volte 100pre!
bjs

Carmem Tristão disse...

caramba!!!!!!!! to aqui rachando o bico de tanto rir!!!! jesus do céu, quanta desculapa esfarrapadaaaa hahahahahaha acho que eu não teria paciência não. "coloca a merd@ do cinto, cala a boca e fica quieto!" rsrsrsrs nem tanto, né? rsrsrsrs

Mauro, já coloquei a promoção no blog, tá? obrigada pelo seu carinho!

Bruno Rocha disse...

hahahahahaha. Meu Vô já fez isso de pegar o cinto da frente e afivelar no banco de trás.

Abraços Mauro

Clarice disse...

Acredito que no táxi existe a oportunidade de divulgar segurança. Coloque a cadeirinha, colorado!
O último táxi que usei não tinha cinto e eu reclamei. A resposta? "Não precisa disso".
Se ele tivesse batido, como já aconteceu, ele veria uma italiana descida das tamancas.
beijo e bom jogo.

vidacuriosa disse...

Quem coloca sempre o cinto (como eu), tem várias histórias de taxistas que não estão nem aí. Uma delas é de que é muito chato ficar colocando e tirando o cinto toda hora, já que surgem muitas corridas curtas e eles têm que sair do carro para abrir o porta-malas ou até mesmo a porta em alguns casos. Ainda assim, em Porto Alegre, felizmente o número de motoristas que utizam o cinto é infinitamente maior do que o dos que não usam,

Magui disse...

O ser humano não tem limites quando quer contrariar.Achei ótimo o texto como informação.

Dona Sra. Urtigão disse...

Acho que é a primeira vez que venho aqui e já encontro um assunto tão...desagradável? Nooossaa! Eu ODEIO cinto de insegurança. Até entendo os motivos dos que determinaram a obrigatoriedade e entendo a obrigação legal a ser cumprida, mas eu daria TODAS as respostas acima como válidas. E o livre arbítrio? Não vale para assuntos terrenos?

tesco disse...

Bem antes da validade da lei, minha, digo, a empresa onde trabalhava, obrigou os funcionários a usar o cinto, só permitindo a entrada de carros se o motorista o estivesse usando.
Assim, me acostumei com o cinto e sempre insisti para que meus eventuais passageiros o utilizassem. Não entendo essa rejeição de muitas pessoas pelo cinto de segurança, afinal, não moram no carro, né?
_Abraço.

Ricardo Soares disse...

É as verdadeiras desculpas a morte não estara aqu hoje hehehe

Leonardo disse...

"(...)pegou o cinto DA FRENTE, puxou até lá e afivelou!" kkkkkkkkkk Rashei, Mauro! Muito bom!! Prometo que quando eu for dar uma volta no seu táxi(o que seria uma honra), eu coloco o sinto, tá??