segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Sai da frente!!

Encontrei meu colega Eliseu em uma borracharia. Enquanto os pneus dos nossos táxis eram consertados, ele me contou porque teve de fazer as pazes com sua sogra.
Tudo aconteceu em uma daquelas vielas do bairro IAPI, nas quais só passam um carro por vez. Eliseu estava em um desses becos, largando um passageiro, quando ocorreu algo terrível. Surgiu um caminhão de bombeiros vindo no sentido contrário, em alta velocidade, sirenas abertas, luzes acesas, bombeiros gesticulando em cima. Um horror!
Era inútil tentar arrancar o táxi. Seria preciso ligar o motor, engatar a marcha à ré, acelerar, não daria tempo, tudo o que Eliseu fez foi fechar os olhos e esperar pelo pior. Seria esmagado por aquele caminhão de bombeiros.
Foi nesse momento de aflição, nesses segundos derradeiros em que esperou pela mão implacável da morte, que Eliseu resolveu fazer uma promessa desesperada: se escapasse vivo daquela situação, faria as pazes com sua velha sogra. Estava prometido.
Pois acontece que o caminhão conseguiu parar. A viatura arrastou pneus e estancou a poucos centímetros do parachoque do táxi. Teve bombeiro voando por cima da cabina do caminhão. O maior sufoco!
Com as pernas bambas, coração aos pulos, Eliseu já colocava a mão trêmula na chave de ignição para dar a partida quando um bombeiro desceu do caminhão e veio correndo em direção ao táxi. Perguntou se o taxista não sabia onde ficava uma certa rua. Os bombeiros estavam perdidos!
Eliseu tentou explicar, mas não havia tempo para tanto. Segundo meu colega, a solução foi ir com o táxi na frente do caminhão, mostrando o caminho. Quem olhava, não entendia o que estava acontecendo. Um pequeno táxi, em alta velocidade, com um caminhão de bombeiros grudado atrás.
Agora, meu colega anda murcho qual um pneu descalibrado. Sua sogra já avisou que pretende passar uns dias na casa dele.

26 comentários:

Luckas Cabral disse...

Buenas Mauro
primeiramente obrigado pela visita no meu blog e o comentário
sobre a esposa do Maxxi penso parecido contigo
o passado dela a condena, e ela tá a procura da fama brazuca.

E sobre esse teu último post, eu pensei de cara, quem não tem uma história de um taxista que salvou uma vida, ou algumas neh?

dessa vez ele guiou os bombeiros, porém reatou com a sogra. Pobrezinho.

Grande ABRAÇO

Profissional de Atitude disse...

Parabéns pelo site e pelas histórias.
Tenho acompanhado diariamente, e me divertido bastante.
Muito interessante a iniciativa!
Sucesso
Leandro

Tiago Medina disse...

Moral da história: antes ser amigo da sogra do que perder a vida... hehehe
Bendita velha!

abração

eliseuwecki disse...

Valeu Mauro. Não teria escrito melhor. TKS.

Edmilson disse...

Em se falando de sogra eu remo contra a maré. A minha praticamente substituiu a minha mãe após a morte da mesma à 5 anos. O carinho e cuidados que ela tem comigo só não são maiores do que os que tenho por ela. Também não é pra menos,ela foi a forma que moldou a mulher que eu amo, que deu um novo sentido em minha vida, e que vem dividindo comigo as alegrias e agruras da vida nos últimos 16 anos. Abraços.

Iro. disse...

Quase morrer muda toda a concepção que se tem de vida.
Ainda bem que "só" prometeu reatar-se com a sogra, imaginem se fosse pior.
Histórias de monges e padres que nasceram assim não devem ser poucas!
Abraço!

Gorby disse...

Não dá mesmo, cada post uma grande história!!

Obrigado pelo seu último comentário e quase que ia aproveitando a sua sugestão de uma fugida ao Brasil mas este ano as férias serão mais "caribenhas"

Até breve Mauro!

Abraço

Clarice disse...

O que os homens prometem nas horas de aperto, hein?
Eu adoraria ver essa história contada em tirinhas, com desenho teu, é claro!
Abração.

Silvia disse...

Ninguém mandou ele prometer uma coisa que ele não queria... rsrsrs

Rudemberg de Almeida (Rud) disse...

Hehe... bom, nunca tive problema com sogra, mas não tinha um pagaento melhor pro Eliseu fazer nao?? Algo do tipo, cantar o hino do time rival.. sei lá...

Abraços! Vou rprovidenciar o deposito, separa o meu aeeeeee...

Anunciação disse...

Que maldade com as sogras...

Lord Broken Pottery disse...

Mauro,
Mato aqui dois coelhos. Agradeço o livro que chegou, comecei a ler hoje, divirto-me com o azar (seria sorte?) do seu amigo.
Grande abraço

João Sá disse...

Esse lugar onde vocês foram calibrar os pneus e lamentar os laços familiares seria um bar? Não vejo lugar melhor. Ainda mais porque 'borracho' em espanhol é bêbado? (risos)
Há braços, ô se há!
Espero que você possa me visitar novamente, Mauro. Novo texto a partir das 20h, toda quinta.

Alaor Ignácio disse...

Grande, Mauro.
Tá vendo? A gente não pode confiar nem em bombeiros...
Show de bola a sua crônica!
Um grande abraço,
Alaor Ignácio
São José do Rio Preto - SP

*LIS disse...

hahahaha

Coitado...

Plinio disse...

Publiquei uma curiosidade no meu blog que deve te servir, já que tens teu blog publicado também naquele site português. Relacionei as palavras diferentes para dizer a mesma coisa em português do Brasil e de Portugal. Abraços.

RODÍZIO DE TAPIOCA - By Luiz Gonzalez disse...

MAURO:

Parabéns por mais uma brilhante crônica.
hahahahahahahahaha
Estou rindo até agora, muito boa essa..!!!!
Mas como existe aquele velho ditado, promessa é dívida... prometeu tem que pagar..!!!!

Ajoelhou..???
Tem que rezar..!!!

MAURO, dê uma passadinha assim que for possivel lá em MEU BLOG, OK?

Inclusive já tenho nele UM LINK PARA CÁ.

BLOG RODÍZIO DE TAPIOCA.

www.rodiziodetapioca.zip.net

Será um enorme te-lo como visitante, e comentando os meus Posts também, evidentemente.

CONVITE EXTENSIVO A TODOS OS LEITORES DO TAXITRAMAS DO MAURO CASTRO.

BLOG RODÍZIO DE TAPIOCA - Luiz Gonzalez.

www.rodiziodetapioca.zip.net

Muito entretenimento, alto astral, humor, na medida certa.

Visitem que creio que todos irão gostar...!!!

MAURO, conto com Voce lá no BLOG.

Conto com toda a galera daqui..!!!

Abraços e ótimo dia a todos..!!!

Ane Brasil disse...

Tem promessa que é melhor não fazer hehehehe
Sorte e saúde pra todos!

Anta disse...

Risos... O seu colega se deu mal, foi prometer o que não devia. Mas coitado, ele tinha que dizer alguma coisa para se livrar da morte. Gostei do seu blog e do tema que abordou, muito interessante!
Parabéns!
Abraços!

tereza disse...

Mauro, as suas crônicas são ótimas!
parabéns!
Abraços.

Edilson Pantoja disse...

Promessa...

Elaine dos Santos disse...

Oi, Mauro! Parece incrível, mas uma amiga paulista me indicou seu blog. Passei a acompanhá-lo, geralmente, sem comentar e me divertir com as histórias (porque será que motorista sempre tem boas histórias pra contar?!). Considero uma epopéia ser taxista e transitar pelo caos (detesto POA, sou interiorana por definição!), só mesmo fazendo da vida grande piada, né? Parabéns...pela criatividade, pela sutileza, pelo bom humor, pela ironia mordaz em algunsmomentos.

Nana disse...

Pobres sogras... Eu serei uma boa sogra! hehehe

Teu blog foi presenteado com o selo "ESTE BLOG ACERTA EM CHEIO"
parabens, passa la depois para pegar.

http://bahnana.blogspot.com/2009/08/selo.html

Dalva M. Ferreira disse...

Você é o cão chupando manga. Que fluência!

Anônimo disse...

Passei e dei uma olhadela em s/ blog, adorei seus artigos. Parabéns é de continuar...

Um abração de Portugal

igorlluz disse...

Maurão ,Graças à Deus ,tenho uma sogra maravilhosa , mas isso é agora ,no primeiro casamento a sogra era uma jararaca,coitado desse colega teu taxista , hahah manda um abraço pro Eliseu .falou