quinta-feira, 16 de abril de 2009

Celebridade de Internet? Eu??

Esta semana, umas gurias trisimpáticas passaram lá pelo ponto para me entrevistar. Segundo elas, eu seria uma espécie de "celebridade de Internet" (?). É ruim!!
O resultado de tal empreitada está publicado no blog delas, e revela, entre outras coisas, a total falta de traquejo deste taxista que vos digita, quando está diante de uma câmera. É ir até lá e conferir!!

16 comentários:

(required field must not be blank) disse...

Mauro, não dá pra ver direito, mas tu estavas sem cinto de segurança???

Gorby disse...

Apesar de ainda estar a começar a conhecer seu blog, pelo que dá para ver o mesmo é muito interessante! Parabéns pelo bom trabalho! Estarei atento!

Abraço!

Bruno Rocha disse...

To vindo aqui dar minha contribuição ao cache pela matéria hehehe.

Tentei deixar um comentário no blog das gurias para dar os parabéns, mas não pode comentar só colocando o nome.

E que história é essa de falta de traquejo em frente à câmera? Tu manda muito bem.

Abraços Mauro

Anunciação disse...

Fui conferir e gostei;vossa excelência manda é muito bem.Parabéns a vc e as meninas.

Tássia Jaeger disse...

Oi Mauro, antes de mais nada, muito obrigada por colaborar com meu trabalho. Em breve irei te procurar e te chatear um pouco com perguntas, já que tu será uma das principais fontes de pesquisa do meu TCC. Sobre teu comentário no meu blog, tenho a dizer que não te considero um especialista não. Te considero um escritor, ótimo por sinal. E pra ser escritor, realmente não acho que precise haver diploma, porque criatividade é um dom que dificilmente a faculdade vai ensinar. Além disso, te considero um ex-anônimo agora bem notável. Notável taxista, notável colunista, notável blogueiro e notável escritor. Por sinal, no meu trabalho é assim que o descrevo: Mauro Castro, taxista-blogueiro-colunista-escritor. Se isso não for notável não sei o que é. = ) Pessoas como tu merecem espaços como o que tu conquistou sem dúvida alguma, e espaços notáveis! Mas, conforme a postagem, mantenho firme minha posição de que para escrever matérias jornalísticas é preciso sim de canudo. E com certeza à essa burocracia a sociedade ainda vai agradecer! Espero ter compreendido a pergunta, caso contrário ainda quero explicações. Não dispenso essas discussões produtivas. É justamente pra isso que mantenho um blog, pra desencadear questionamentos.

Abração e bom fim de semana!

Valeu por topar de novo viu?

Cris disse...

Não sabia ainda que era famoso? Você tá conhecido, meu amigo! Nada mais merecido, pois seus textos são ótimos e seu talento é incontestável. Parabéns. Abraços.

Clarice disse...

A simpatia não é novidade. A generosidade ficou espalhada por aqui. Essa desenvoltura vem da prática. O reconhecimento é mais que justo.
Que bom que elas fizeram as perguntas que eu não quis fazer pra não misturar o famoso com o amigo que provou do meu peixinho. Não voltou, mas eu sigo acreditando que a culpa não foi do peixe.
A fã estará na platéia seja pelo blog ou com o novo livro, que deve estar cozinhando por aí.
Muito bom entrevistas como essa que deixam o blogueiro mais perto dos admiradores.
Abraço e bom final de semana.

Paulo disse...

Olá Mauro,
Já lá fui espreitar os vídeos... muito bons... confirmaram a ideia que tinha de você... muito simpático...

Um abraço de Portugal,
Paulo

Márcio Diemer disse...

Grande Mauro, fazia tempos que não aparecia pos aqules pagos, rsrsrrs...Valeu pela visita! Tu ves hein, quem diria que tu irias ficar famoso!! hehehe...Abração!

Gabrielle disse...

Primeiro, quero comunicar ao Sr. Bruno Rocha que atualizamos as configurações e ele já pode comentar no famosidadeemlcd.blogspot.com, se quiser.

E, o principal, agradecer novamente ao Mauro pela oportunidade e aos seus leitores pelos comentários.

Obrigada à todos!

Um abraço...

Dona Baratinha disse...

Como dizia meu marido para mim num passado distante quando meu blog era no blogger.com: É querida (no seu caso querido), se contente, você é pop. hahahha

Beijos

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Amigo é aquela pessoa que o tempo não apaga,
que a distância não esquece,
que a maldade não destrói.

É um sentimento que vem de longe,
que ganha lugar no seu coração
e você não substitui por nada.

É alguém que você sente presente,
mesmo quando está longe...
Que vem para o seu lado quando você está sozinho
e nunca nega um sentimento sincero.

Ser amigo não é coisa de um dia,
são atos, palavras e atitudes
que se solidificam no tempo
e não se apagam mais.
Que ficam para sempre como tudo que é feito
com o coração aberto.

Um bom domingo e uma semana cheia de amor e carinho para você e toda tua família
Um abraço do amigo
Eduardo Poisl

Magui disse...

Continuas com prestígio e isso é ótimo embora tenha muita gente contra quem escreva em jornal sem o diploma.Deve ser porque não te conhece.

Dogman disse...

Fico só imaginando: se eu tivesse o teu talento (ou se tu tivesses a minha beleza) essas gurias tri-simpáticas iam continuar essa entrevista lá em casa.

Mari Lopes disse...

Você é uma celebridade sim! Parabéns!
Há pernas..
hehehehe

Carolina disse...

Olha,tu és conhecidíssimo aqui em Magé/RJ porquêfaç questão de falar de ti para todas as pessoas que trabalham comigo na Prefeitura e elas adoram!!! Abraços!