domingo, 23 de dezembro de 2012

Já que o mundo não acabou...

Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012. Trabalhei o dia todo, a noite chegou, e nada de acabar o mundo. E agora? Contando com o apocalipse, não escrevi nada. Afinal, não haveria mais Diário Gaúcho na segunda-feira. Como preciso mandar ainda hoje um texto para o jornal, faço às pressas uma lista dos passageiros que passaram pelo meu táxi nesta data.

Um funcionário público queixando-se do casamento em crise, uma mãe prometendo mundos e fundos para o filho ficar na creche, uma pensionista treinando a assinatura para o recadastramento, um ex-detento empolgado com uma oportunidade de emprego, um dentista desiludido com a profissão claustrofóbica, uma garota sozinha indo para o cemitério.

Pausa para o café.

Um cadeirante tarado mexendo com as mulheres, um oficial de justiça contando os dias para as férias, uma mulher que não dormiu cuidando do pai doente, um militar falando mal do governo, uma morena cheirosa mexendo no smartphone, um mineiro voltando para casa depois de trazer um ônibus cheio de trabalhadores para a obra do estádio Beira-Rio.

Almoço.

Uma mulher indo para a Índia casar com um cara que conheceu pela internet, um velho sábio: “quer mentir, fale do tempo”, um jogador de futebol ligeiramente alcoolizado, um garçom que está sendo assediado sexualmente por seu chefe, uma mulher endividada com as compras de natal, um casal saindo do hospital com o filho recém-nascido, uma idosa falando mal das novelas, um executivo com dor de cabeça.

Parada para um xixi e cafezinho.

Uma mulher irritada levando o filho skatista a uma traumatologia, um casal cheio de sacolas, um homem dizendo estar “atacado do ciático“, duas diaristas falando mal dos patrões, um cara tentando pagar a corrida com uma nota falsa! Confusão... Deixa prá lá. Um gordo reclamando do trajeto que eu escolhi...nova confusão. Melhor desligar o taxímetro. Conta a féria, passa a régua.

Caso o mundo não tenha mesmo acabado, feliz natal a todos.

4 comentários:

Eduardo P.L disse...

Bom, pelo visto, lido e constatado, não será por falta de passageiros e de trabalho, que o seu mundo vai acabar...
Bom Natal e um Novo Ano, apesar dos Maias...

vidacuriosa disse...

Ainda não surgiu a chance de descansarmos todos ao mesmo tempo deste mundo. Sendo assim, o que resta é aproveitar o que ele tem de bom. Um Feliz Natal e um novo ano repleto de alegria. Eu ia desejar que não tivéssemos um 2013 corrido demais, mas, no teu caso, que bom que tem correria,né? Abrs para a família e para teus leitores.

Inaie disse...

só uma paradinha pro xixi???
e como vc sabia que a nota era falsa?
Feliz NAtal!

Dalva M. Ferreira disse...

E onde ficou o ônibus do mineiro?

Bem... já que não acabou essa nheca aqui, vamos continuar. Pau na máquina, vamo' que vamo', pé na tábua, ripa na chulipa, e pimba na gorduchinha.

Abraços!