domingo, 24 de abril de 2011

O Taxista X

O colega sobre o qual vou escrever não quer ser identificado, razão pela qual vamos tratá-lo aqui simplesmente por "Taxista X".
Ocorre que esse meu colega não é um taxista qualquer. Formado em direito, fluente no idioma inglês, trabalhou por muitos anos em um grande banco, onde exercia cargo de chefia. Um homem de gabarito, portanto. Mesmo depois de deixar o banco e assumir o volante do táxi, ele manteve a postura de executivo, a visão empreendedora, tanto que resolveu "agregar valor" ao seu trabalho.
No começo, a coisa aconteceu meio por acaso. O taxista bem vestido, de modos refinados, com bom vocabulário agradou em cheio as passageiras. Elas faziam questão de viajar em seu táxi. Puxavam assunto, pediam dicas de investimentos. Muitas sentavam no banco da frente, ao lado do taxista, elogiavam seu perfume, insinuavam-se. Não demorou a surgirem os primeiros encontros extra profissionais.
A fama do Taxista X começou a crescer. Depois de alguns primeiros envolvimentos encarados de forma romântica, a visão do homem de negócios falou mais alto. Ele percebeu que havia um mercado a ser explorado. Um contingente de mulheres, em especial as casadas, que precisavam de atenção. Logo ele tinha uma "carteira de clientes" que o procuravam em busca de companhia. Começou assim a história do Taxista X.
Recentemente, o âncora de um programa de rádio de grande audiência revelou a existência deste taxista, que teria se especializado em dar assistência sentimental a mulheres carentes. Isso acabou despertando a curiosidade de muita gente. Todos agora querem saber quem seria o Taxista X. Mesmo entre os profissionais da praça, a especulação é grande. Virou assunto nos pontos, muitos desdenhando, outros dizendo que o conhecem.
Diante disso, acionei meus contatos e levantei os dados que coloquei aqui. Mas o homem, propriamente dito, não achei. Não posso afirmar que exista de fato. Com ou sem Taxista X, todavia, fica um conselho aos maridos: amem suas mulheres.

10 comentários:

Lora-chan disse...

Nossa, fiquei curiosa agora...
Muito interessante essa sua história!õ/
Aproveito esse momento não só pra elogiar seu blog mas também para desejar a você e à sua família uma ótima Páscoa!
Abraços!

sidney oliveira disse...

Olá Mauro, acompanho seu blog da Espanha, não te mando foto porque ainda estou me alfabetizando nisso de blog e tecnologia. Tomei contato contigo através do blog do Rud em São Paulo e tremenda surpresa eu tive. Quando jovem meu autor preferido era Érico Veríssimo, vejo com alegria que inteligência e sensibilidade seguem sendo moeda corrente por aí.Também estou criando um blog,¨confissoesdeumtaxista.blogspot.com, quando voce tiver um tempinho passa por lá, o blog é fraquinho e não tão pra cima como o seu mas, ¨nem só de pão vive o homem¨. Sorte e saude. Sidney

Eduardo P.L disse...

Maridos: "amem suas mulheres", caso contrário elas tomam um taxi. Muito boa crônica! Como sempre!

Personaltaxi disse...

Essa é a melhor explicação para a existência de tantos colegas que andam meio sem grana!! rsrss Tá faltando letras nesse alfabeto! taxistas, a..b...c...d...e...f...passando pelo x até o Z. Abraço companheiro

Anunciação disse...

Feliz páscoa pra ti,famiia e também a todos os taxistas.

Clarice disse...

Acho que vai chover marido nos táxis de POA, a fazer perguntinhas bobas. Jogando verde pra colher maduro. Vai ter quem confira as chamadas, as saídas.Os mais espertos seguirão teu conselho.Já as donzelas curiosas vão aumentar a renda dos taxistas, sejam X ou não.
Abração.

Ligéia disse...

Ficaria bonito o título do post: A Lenda do Taxista X. rs...

Lenda ou não, não sei quem é pior: os maridos "ausentes" ou o Oportunista X. Digo, Taxista X...


Realmente, excelente crônica, para se pensar.

zerodrop disse...

As mulheres JAMAIS ficam no prejuízo. Se o marido, o oficial, não satisfazer, elas acham quem satisfaça. Quem pensar de outra forma eu considero ingênuo.

Quem não faz... leva!

Abraços!

Caroline Prado disse...

Se você achar o taxista X, avise minha amiga Paula (http://carolineprado.wordpress.com/2011/04/25/vinganca/), ela tá precisando dos serviços dele. hehehe
hã plexos! - xi, não foi uma boa piada... tentarei mehorar na próxima.

Letras Saltitando disse...

Nossa..... sério isso????

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk